Propriedades da cúrcuma: Quais são suas propriedades saudáveis e cosméticas?

Curcuma-propiedades

Mesmo sendo muito famosa por seu uso como condimento, existem outros motivos para consumir a cúrcuma. Propriedades anti-inflamatórias, efeitos antidiabéticos e características antioxidantes são alguns dos possíveis benefícios deste super alimento. Além disso, se você prefere os cosméticos naturais, a cúrcuma pode te ajudar a cuidar da pele.

A medicina ayurvédica afirma que a cúrcuma ajuda a desintoxicar o fígado, estimular a imunidade e melhorar diversos aspectos da saúde. Será que é apenas mais um mito? Você quer saber quais propriedades da cúrcuma foram confirmadas pela ciência? Então continue lendo este artigo!

Pontos-chaves

  • Consumida por via oral, a cúrcuma tem propriedades anti-inflamatórias, digestivas, antioxidantes, hipoglicêmicas e hepatoprotetoras. Aplicada no rosto, ela pode ajudar a tratar a acne, a psoríase e outras doenças de pele.
  • As propriedades da cúrcuma podem ser aproveitadas tanto se consumida em pó, como em forma de suplementos. Neste último caso, a concentração de curcumina é maior do que a cúrcuma em pó.
  • Para quem sofre de artrite, diabetes tipo II, cólon irritável e digestão pesada, a cúrcuma pode ser um excelente complemento para o tratamento convencional do seu problema.

O que você precisa saber sobre a cúrcuma e suas propriedades

As propriedades da cúrcuma se devem à presença de curcumina, um polifenol curcuminóide que também fornece sua cor amarela intensa. Como a Ayurveda utiliza a cúrcuma para tratar diversos sintomas e doenças, a medicina ocidental também se interessou pela Curcuma longa e, mais precisamente, na curcumina.

Propriedades da cúrcuma de acordo com a Ayurveda e a naturopatiaPropriedades da cúrcuma que contam com evidências científicas
-Desintoxicantes/Purificantes do sangue, da pele, do fígado e das vias respiratórias.
-Antissépticas/Desinfetantes.
-Analgésicas.
-Anti-inflamatórias.
-Carminativos (ajudam a expulsar os gases intestinais).
-Digestivas.
-Energizantes.
-Imunoestimulantes.
-Anticancerígenas.
-Cicatrizantes (feridas e úlceras). 
-Anti-inflamatórias.
-Antioxidantes.
-Digestivas.
-Agentes hipoglicêmicos.
-Hepatoprotetoras.
-Neuro protetoras.
-Antimicrobianas.
-Cicatrizantes.
-Quimioprevenção (prevenir o câncer). 

O que a ciência diz sobre as propriedades da cúrcuma?

Os benefícios desta especiaria e seus suplementos ocorrem principalmente pelas atividades anti-inflamatórias e antioxidantes demonstradas pela curcumina. Nas últimas décadas, os especialistas estudaram profundamente as propriedades da cúrcuma e estas são as mais promissoras:

A cúrcuma é um anti-inflamatório natural

A curcumina exerce um potente efeito anti-inflamatório. Por isso, a cúrcuma em pó e seus suplementos são recomendados para quem sofre de osteoartrite, doenças inflamatórias intestinais, bursite ou artrite reumatóide. As propriedades anti-inflamatórias da cúrcuma também podem aliviar a dor no cólon irritável (1, 2).

Curcuma-propiedades
Não esqueça de consultar seu médico se você tiver alguma doença subjacente. (Fonte: Raths: 30529473 / 123rf.com)

As propriedades antioxidantes da cúrcuma previnem diversas doenças

O dano oxidativo acelera o envelhecimento e aumenta o risco de sofrer de doenças cardíacas, aterosclerose, diabetes tipo II, Alzheimer e Parkinson. Como a maioria destas doenças também tem um componente inflamatório, a cúrcuma é recomendada porque oferece, ao mesmo tempo, propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias (3)

Na obesidade, o dano oxidativo e a inflamação coexistem, o que aumenta o risco destas pessoas sofrerem de problemas de coração, acidente vascular cerebral, diabetes e hipertensão. Embora a cúrcuma não sirva para emagrecer, pode ser um grande complemento alimentar para pessoas obesas (4).

As propriedades hepatoprotetoras da cúrcuma são diretamente relacionadas com sua atividade antioxidante e sua proteção contra agentes tóxicos e oxidantes. Os suplementos de cúrcuma e curcumina podem ser benéficos em casos de doença hepática gordurosa não alcoólica (5)

A cúrcuma facilita a digestão

A cúrcuma é um agente carminativo, ou seja, que favorece a expulsão de gases e reduz o inchaço abdominal. Além disso, estimula a secreção de bile, que é necessária para a digestão de gorduras e alivia as digestões pesadas. Também previne as úlceras gástricas, protege o fígado e acalma o desconforto do cólon irritável em algumas pessoas (6, 7).

Curcuma-propiedades
Consumida por via oral, a cúrcuma tem propriedades anti-inflamatórias, digestivas, antioxidante, hipoglicêmica e hepatoprotetora. (Fonte: Acevedo: 107404258 / 123rf.com)

A cúrcuma pode prevenir ou tratar a diabetes tipo II

A cúrcuma possui propriedades hipoglicêmicas, o que significa que diminui o nível de glicose no sangue. Também melhora a sensibilidade à insulina em casos de resistência à insulina. Graças a sua atividade antioxidante e anti-inflamatória, a cúrcuma previne complicações associadas a diabetes tipo II, que afeta os nervos, os rins e a visão (8).

As pessoas diabéticas medicadas com insulina ou com antidiabéticos orais (como a metformina) não devem consumir suplementos ou grandes quantidades de cúrcuma sem consultar seu médico. O efeito combinado do medicamento e da cúrcuma pode baixar muito a glicose no sangue e causar hipoglicemia.

A cúrcuma protege o cérebro e pode melhorar a memória 

O efeito antioxidante e anti-inflamatório da curcumina pode reduzir o risco de desenvolver doença de Parkinson e Alzheimer. Também previne a isquemia cerebral, ou seja, a diminuição do fluxo de sangue no cérebro. O consumo diário de cúrcuma também pode melhorar a memória (9).

O crescimento de vírus, bactérias, fungos e parasitas pode ser inibido pela cúrcuma 

A curcumina é um antimicrobiano potente, tanto se for consumida por via oral, como se for aplicada sobre a pele. Na medicina ayurvédica, as pomadas de cúrcuma são aplicadas sobre feridas e úlceras para evitar infecções e acelerar a cicatrização. A cúrcuma, em pó ou em forma de suplementos, pode impedir o crescimento da Helicobacter pylori no estômago (6).

Curcuma-propiedades
As propriedades da cúrcuma podem ser aproveitadas tanto se consumida em pó como na forma de suplementos. (Fonte: Vainillaychile: 30108576 / 123rf.com)

Quais são os usos de cúrcuma e suas propriedades na Ayurveda?

Especialistas da medicina ayurvédica afirmam que é mais fácil dizer para que a cúrcuma não serve do que enumerar todos os seus usos, benefícios e propriedades. E não se trata apenas de uma brincadeira, já que as indicações da cúrcuma na Ayurveda são as mais variadas (6, 10):

  • Doenças que afetam o fígado e a vesícula biliar;
  • Tosse;
  • Sinusite;
  • Diarreia;
  • Anorexia;
  • Dores menstruais;
  • Úlceras, queimaduras e feridas. Inclusive lesões da pele vinculadas à diabetes;
  • Dor nas costas;
  • Inflamação e dor articular;
  • Artrite;
  • Dores reumáticas;
  • Asma;
  • Alergias;
  • Conjuntivite;
  • Anemia;
  • Intoxicação alimentar.

Quais são as propriedades cosméticas da cúrcuma? 

O uso da cúrcuma para a pele se deve aos seus atributos antioxidantes, anti-inflamatórios, antimicrobianos e cicatrizantes, e pode ser útil em casos de acne, dermatite atópica ou psoríase. O interesse dos cosméticos pela cúrcuma está em sua capacidade de combater o envelhecimento causado pelo sol e regular a produção de oleosidade em peles oleosas (6, 11).

Por outro lado, a cúrcuma aplicada sobre a pele exerce um efeito revitalizante e iluminador, ao mesmo tempo que ajuda a prevenir ou clarear as manchas na pele. Em relação às propriedades da cúrcuma para o cabelo, ela controla a oleosidade e é um remédio natural para a caspa (6, 10).

Como utilizar a cúrcuma para que seja segura e efetiva?

Assim como a cúrcuma possui propriedades capazes de melhorar a saúde, se for utilizada de forma irresponsável pode causar um efeito contrário. Por tal motivo, você deve considerar as seguintes dicas:

  • Respeite a dose recomendada: para aproveitar as propriedades da cúrcuma em pó, você deve tomar entre 1,5 e 3 g por dia. Em relação às cápsulas ou comprimidos de extrato de cúrcuma, verifique a quantidade de curcumina por porção, informação que aparece no rótulo do produto. É recomendado tomar de 200 a 600 mg de curcumina, de uma a três vezes por dia (6, 7, 10).
  • Consulte seu médico se você tem alguma doença adjacente: as pessoas com diabetes, transtornos de coagulação ou qualquer outra doença prévia devem consultar o médico antes de tomar qualquer suplemento de cúrcuma ou curcumina. O profissional irá avaliar se a suplementação é benéfica e se é necessário realizar algum ajuste na medicação.
  • Lembre-se que os suplementos de cúrcuma não são para todo mundo: em caso de gravidez, amamentação, obstrução biliar, proximidade de uma cirurgia ou cálculos biliares os suplementos de cúrcuma e curcumina não são indicados (10).
curcuma-propiedades
O uso da cúrcuma para a pele se deve às suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimicrobianos e cicatrizantes. (Fonte: Chinh le Duc: vudxj60mjoa / Unsplash.com)

Existe um consenso entre a medicina alternativa e a convencional sobre as propriedades anticancerígenas da cúrcuma?

Na medicina alternativa, a cúrcuma é utilizada como parte do tratamento de alguns tipos de câncer (esôfago, cólon, próstata e mama), pois é afirmado que esta especiaria inibe o desenvolvimento e crescimento de tumores e evita a metástase. No entanto, é precipitado afirmar que a cúrcuma é um anticancerígeno (10, 12).

Atualmente, estão sendo estudadas as propriedades quimiopreventivas da curcumina, ou seja, para prevenir o câncer. Graças aos seus efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios, a cúrcuma e a curcumina podem prevenir as mutações que, com o tempo, resultariam em um tumor (9).

A curcumina lipossomal possui todas as propriedades da cúrcuma em pó? 

A curcumina lipossomal possui as mesmas propriedades da cúrcuma em pó, mas, ao ser um suplemento concentrado tem um efeito mais potente. Com supervisão médica, é recomendada para aliviar a dor e a rigidez na artrite, melhorar o controle glicêmico na diabetes tipo II, tratar o cólon irritável e reduzir inflamações após alguma cirurgia (12).

Para melhorar a assimilação da curcumina, é necessário combiná-la com pimenta preta ou gorduras (lipídios). Os lipossomas são formados por fosfolipídeos e a curcumina é “encapsulada” dentro, pronta para ser absorvida pelo intestino. Esta forma de apresentação potencializa suas propriedades, especialmente as anti-inflamatórias (13).

A nossa curcumina lipossomal líquida é apta para veganos e não contém glúten, nem açúcar. Recomendamos que você tome 5 ml de curcumina líquida, uma ou duas vezes ao dia, dissolvida em água ou no suco de frutas.

Conclusão

A Ayurveda reconhece as propriedades medicinais e cosméticas da cúrcuma há milhares de anos. Após décadas de pesquisas, a ciência mostrou a atividade biológica da curcumina, o pigmento da cúrcuma. Suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes são as mais interessantes e impulsionaram o desenvolvimento de suplementos.

A cúrcuma consumida por via oral pode ser utilizada para aliviar a dor na artrite ou no cólon irritável, facilitar a digestão, prevenir a aterosclerose ou reduzir a glicemia. Aplicada sobre a pele, a cúrcuma ilumina, clareia e rejuvenesce, mas pessoas com doenças dermatológicas ou com pele sensível devem consultar o dermatologista antes de utilizar.

References (13)

1. He Y et al. Curcumin, Inflammation, and Chronic Diseases: How Are They Linked? 2015.
Source

2. Shehzad A, Rehman G, Lee Y. Curcumin in inflammatory diseases. 2012.
Source

3. Li H et al. Curcumin, the golden spice in treating cardiovascular diseases. 2020.
Source

4. Bradford P. Curcumin and obesity. 2013.
Source

5. Farzaei M et al. Curcumin in Liver Diseases: A Systematic Review of the Cellular Mechanisms of Oxidative Stress and Clinical Perspective. 2018.
Source

6. Rathaur P, Raja W, Ramteke P, John S. Turmeric: the golden spice of life. 2012.
Source

7. Dulbecco P, Savarino V. Therapeutic potential of curcumin in digestive diseases. 2013.
Source

8. Ghorbani Z, Hekmatdoost A, Mirmiran P. Anti-Hyperglycemic and Insulin Sensitizer Effects of Turmeric and Its Principle Constituent Curcumin. 2014.
Source

9. Krup V, Prakash L, Harini A. Pharmacological Activities of Turmeric (Curcuma longa linn): A Review. 2013.
Source

10. Debjit Bhowmik C, Sampath Kumar K, Chandira M, Jayakar B. Turmeric: A Herbal and Traditional Medicine. 2009.
Source

11. Vaughn A, Branum A, Sivamani R. Effects of Turmeric (Curcuma longa) on Skin Health: A Systematic Review of the Clinical Evidence. 2016.
Source

12. Chattopadhyay I, Biswas K, Bandyopadhyay U, Banerjee R. Turmeric and curcumin: Biological actions and medicinal applications. 2004.
Source

13. Basnet P, Hussain H, Tho I, Skalko-Basnet N. Liposomal Delivery System Enhances Anti-Inflammatory Properties of Curcumin. 2005.
Source

Artigo científico
He Y et al. Curcumin, Inflammation, and Chronic Diseases: How Are They Linked? 2015.
Go to source
Artigo científico
Shehzad A, Rehman G, Lee Y. Curcumin in inflammatory diseases. 2012.
Go to source
Artigo científico
Li H et al. Curcumin, the golden spice in treating cardiovascular diseases. 2020.
Go to source
Artigo científico
Bradford P. Curcumin and obesity. 2013.
Go to source
Revisão sistemática
Farzaei M et al. Curcumin in Liver Diseases: A Systematic Review of the Cellular Mechanisms of Oxidative Stress and Clinical Perspective. 2018.
Go to source
Artigo científico
Rathaur P, Raja W, Ramteke P, John S. Turmeric: the golden spice of life. 2012.
Go to source
Artigo científico
Dulbecco P, Savarino V. Therapeutic potential of curcumin in digestive diseases. 2013.
Go to source
Artigo científico
Ghorbani Z, Hekmatdoost A, Mirmiran P. Anti-Hyperglycemic and Insulin Sensitizer Effects of Turmeric and Its Principle Constituent Curcumin. 2014.
Go to source
Artigo científico
Krup V, Prakash L, Harini A. Pharmacological Activities of Turmeric (Curcuma longa linn): A Review. 2013.
Go to source
Artigo científico
Debjit Bhowmik C, Sampath Kumar K, Chandira M, Jayakar B. Turmeric: A Herbal and Traditional Medicine. 2009.
Go to source
Revisão sistemática
Vaughn A, Branum A, Sivamani R. Effects of Turmeric (Curcuma longa) on Skin Health: A Systematic Review of the Clinical Evidence. 2016.
Go to source
Artigo científico
Chattopadhyay I, Biswas K, Bandyopadhyay U, Banerjee R. Turmeric and curcumin: Biological actions and medicinal applications. 2004.
Go to source
Artigo científico
Basnet P, Hussain H, Tho I, Skalko-Basnet N. Liposomal Delivery System Enhances Anti-Inflammatory Properties of Curcumin. 2005.
Go to source