Magnésio dimalato: Para que serve?

Cápula de suplemento de Magnésio.

O magnésio é um mineral que pode ser suplementado de várias formas e em vários formatos. Por exemplo, o magnésio dimalato serve para manter a nossa saúde em dia como um todo e seu grande diferencial é a combinação com o ácido málico.

Essa combinação ocorre para acelerar e otimizar ainda mais a absorção do mineral em nosso corpo. E para otimizar a eficiência do suplemento, desponta no Brasil o lipossomal da Sundt. Com ele, o magnésio entra ainda mais rapidamente na nossa corrente sanguínea garantindo todo os benefícios do mineral.

Pontos-chave

  • O magnésio dimalato é uma das formas naturais de suplementos disponíveis hoje em dia no mercado.
  • O composto é formado por doses de magnésio e de ácido málico. Esse último aumenta a biodisponibilidade do mineral.
  • Mas com o suplemento lipossomal de magnésio dimalato da Sundt, a absorção dos nutrientes é de 100%.

Magnésio dimalato: Tudo o que você precisa saber

O magnésio dimalato é um suplemento formado por uma molécula de magnésio e duas moléculas de ácido málico. Ele é considerado um produto 100% orgânico.

Ou seja, no suplemento dimalato não há nenhuma substância química. Por isso, a Anvisa o classifica como um alimento mineral natural e não como medicamento.

Ainda assim, ele tem efeitos que tratam, previnem e até curam doenças. Isso porque o magnésio atua em várias reações celulares, sendo responsável por quase todas as ações que envolvem anabolismo e catabolismo no nosso corpo.

Além disso, esse mineral é essencial para a fixação do cálcio nos ossos, ajuda a controlar as contrações do músculo do coração, a combater infecções e ainda garante uma boa estruturação para pele, cabelo e unhas.

Mulher segurando comprimido em uma mãe, e copo de água em outra.
O magnésio dimalato é a versão orgânica do suplemento. (Fonte: JESHOOTS.com/ Pexels.com)

No entanto, ainda que seja essencial para a nossa saúde, o magnésio precisa ser consumido por meio de fontes externas, seja através de alimentos ou de suplementos.

Mas o fato é que estudos indicam que ao consumir alimentos ricos em magnésio cerca de 30% a 50% do mineral presente neles é de fato absorvido pelo nosso corpo.

Para contornar esse problema, e aumentar a taxa de absorção do magnésio em nosso organismo, os fabricantes de suplementos costumam combiná-lo a outros nutrientes.

 Alimentos em colheres e o símbolo do magnésio escrito ao centro.
Os alimentos ricos em magnésio nem sempre são capazes de suprir toda a necessidade nutricional do organismo. (Fonte: Przemys?aw Ceglarek/ 123rf.com)

No caso do magnésio dimalato o ácido málico foi adicionado à fórmula, tanto para aumentar a absorção do mineral como para disponibilizar seus benefícios a nossa saúde.

Mas a Sundt foi além e ainda adotou uma técnica de produção que otimiza e acelera a forma como o magnésio é absorvido pelo nosso corpo. OU seja, com o magnésio dimalato da Sundt, o mineral é totalmente aproveitado pelo organismo.

Como o magnésio dimalato age em nossa saúde?

De modo geral, o uso de suplementos alimentares é indicado para pessoas que sofrem de algum tipo de deficiência nutricional ou para quem não consegue absorver as quantidades necessárias por meio da alimentação.

E o fato é que grande parte da população é carente em magnésio. Isso ocorre tanto por conta de um solo pobre nesse mineral, quanto por conta de uma alimentação desbalanceada.

Além disso, algumas condições de saúde e doenças impedem que o organismo absorva adequadamente o magnésio ou faz com que o corpo elimine mais magnésio do que deveria, levando à deficiência. Com isso, é preciso suplementar.

E existem vários tipos de suplementos de magnésio. Quando consideramos o magnésio dimalato, como vimos, ele serve para aumentar a biodisponibilidade do mineral em nossa corrente sanguínea. Com isso os benefícios também são potencializado. Confira os principais:

  • Ajuda a diminuir a insônia;
  • Melhora o desempenho físico;
  • Promove o bom funcionamento dos rins;
  • Ajuda na contração e relaxamento muscular;
  • Auxilia no combate e prevenção de lesões musculares, câimbras e fadiga muscular;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Atua na redução dos sintomas da TPM;
  • Previne doenças cardiovasculares;
  • Auxilia na redução da pressão sanguínea;
  • Age na prevenção do diabetes;
  • Ajuda a combater a depressão e o estresse;
  • Auxilia no fortalecimento dos ossos e no combate a osteoporose;
  • Melhora a saúde intestinal;
  • Estimula a regulação hormonal;
  • Combate os radicais livres;
  • Atua contra o envelhecimento precoce;
  • Auxilia a reduzir os níveis de colesterol.

Para que serve o ácido málico junto com o magnésio?

O ácido málico, que entra na composição do suplemento de magnésio dimalato, é um composto orgânico encontrado em algumas frutas como:

  • Maçã;
  • Cereja;
  • Pêssego;
  • Ameixa;
  • Pêra;
  • Uva;
  • Mirtilo.

Quando ingerimos alimentos ricos em ácido málico, esse composto é sintetizado pelo corpo através do ciclo de Krebs, que é um mecanismo de conversão do glicogênio em energia.

Assim, os principais benefícios do ácido málico para a saúde são:

  • Combater a fadiga;
  • Melhorar a performance física nos treinos;
  • Proteger os rins;
  • Aliviar dores no corpo.

Quem pode suplementar o magnésio dimalato?

Como vimos, o magnésio dimalato é indicado para qualquer pessoa que precise adequar os níveis de magnésio no corpo.

De todo modo, é sempre importante que, se você sofre de carência de magnésio, busque uma avaliação junto ao seu médico. É o especialista que vai determinar a melhor forma de suplementar e a dose mais adequada.

Além disso, quem tem dificuldade em combinar uma dieta equilibrada e variada em nutrientes também pode se beneficiar do magnésio dimalato.

Existem contraindicações para o uso do magnésio dimalato?

Ainda que seja considerado um alimento, existem sim contra indicações com relação ao suplemento de magnésio dimalato. Confira abaixo quem não deve suplementar ou deve ter o acompanhamento médico antes de considerar o uso:

  • Pessoas com problemas renais;
  • Grávidas;
  • Lactantes;
  • Pacientes que estão usando medicamentos.

Quanto de magnésio dimalato devo tomar por dia?

As vitaminas e minerais precisam ser suplementadas na dose correta, principalmente para evitar o excesso que pode ser prejudicial à saúde, mas também para garantir os efeitos desejados.

A dose de magnésio dimalato pode variar de acordo com a finalidade do uso, idade e nível de magnésio no corpo.

Por isso, é importante que a suplementação seja orientada e acompanhada por um médico ou nutricionista. Mas, de modo geral, existe um padrão de dosagem recomendado, veja:

PerfilDose máxima de magnésio dimalato
HomensAté 350 mg por dia
MulheresAté 300 mg por dia


O magnésio dimalato deve ser consumido antes das principais refeições. Além disso, os especialistas recomendam que você consuma o suplemento com bastante água.

Qual o melhor horário para consumir o magnésio dimalato?

Os especialistas recomendam que você consuma o suplemento de magnésio dimalato, preferencialmente, antes das refeições.

No entanto, essa não é uma regra e pode variar de acordo com sua condição de saúde. Na dúvida, siga as recomendações do fabricante e do seu médico.

Qual a diferença entre o magnésio dimalato e o quelado?

O magnésio dimalato e o magnésio quelato são tipos diferentes de suplementos de magnésio, mas ambos estão na sua forma quelada, ou seja, “protegida”.

Outro ponto em comum entre esses dois tipos de suplementos é o fato de ambos possuírem uma biodisponibilidade maior se comparados ao magnésio isoladamente.

Entretanto, enquanto o magnésio dimalato possui o magnésio quelato combinado com o ácido málico, o magnésio quelato, também chamado de Bisglicinato, possui ligação com duas moléculas de glicina.

Confira a seguir, um resumo:

  • Magnésio Dimalato: é a forma quelada (protegida) com ácido málico. Com ação prolongada e com boa disponibilidade, ele é utilizado na otimização da síntese de energia (ATP) e como potente anti-inflamatório, sendo uma escolha essencial nos casos de fadiga crônica.
  • Bisglicinato de Magnésio: ou quelato de magnésio. Sua biodisponibilidade é maior quando comparada com outras formas do mineral. É uma opção para corrigir a deficiência de magnésio em longo prazo.

O benefício do dimalato é que ao ser absorvido e passar pela parede intestinal, irá liberar ácido málico e magnésio. Sendo assim, pode-se dizer que esse suplemento tem ação dupla, a do magnésio e a do ácido málico.

Enquanto o magnésio atua na contração muscular, cardíaca, no sistema imunológico entre outras ações, o ácido málico otimiza a produção de energia (ATP), além de ter uma função anti-inflamatória.

Quais são os tipos de suplementos de magnésio dimalato?

Você vai encontrar uma boa variedade de suplementos à venda. A principal diferença entre eles está associada à marca fabricante.

Cada fabricante utiliza técnicas de produção, matéria prima, princípio ativo e doses diferentes. Por isso, na maioria das vezes, nem sempre o suplemento é tão eficiente.

Isso porque, para chegar até a corrente sanguínea, o suplemento precisa, primeiramente, ser digerido pelo intestino. Nessa hora, a eficiência do suplemento vai depender da técnica de produção utilizada para encapsular o nutriente presente ali.

Tigela cheia de comprimidos.
O suplemento lipossomal é mais eficiente e menos agressivo. (Fonte: Ivan J. Long/ Pexels.com)

Do intestino, os nutrientes seguem para outros órgãos. Em geral, para os rins e de lá para a corrente sanguínea. É nela que o nutriente se espalha por todo o organismo e outros órgãos atuando, então, em prol da saúde e bem-estar.

Mas o fato é que, nem sempre o suplemento é digerido de forma rápida e isso pode causar efeitos colaterais no corpo.

Além disso, na maioria das vezes a quantidade do nutriente, no caso do magnésio dimalato, presente na cápsula, não consegue ser totalmente aproveitada pelo organismo.

Para contornar esse problema e fazer com que todo o magnésio presente no suplemento seja absorvido pelo corpo, a Sundt investiu no suplemento lipossomal.

Por que o suplemento lipossomal de magnésio dimalato é mais eficaz?

A Sundt é uma fabricante de suplemento que acaba de chegar da Europa trazendo uma inovação em termos de absorção e bem-estar.

A empresa adotou a prática de fabricar suplementos lipossomais. Esse tipo de suplemento é feito de forma que camadas de lipossomas envolvem o nutriente. Com isso, a digestão pelo intestino e a absorção na corrente sanguínea ocorrem de maneira mais rápida e eficaz.

Ou seja, o suplemento da Sundt por ser de magnésio dimalato e do tipo lipossomal, tem dupla vantagem. Com isso, a biodisponibilidade do mineral é aumentada e 100% do magnésio contido na cápsula do suplemento é aproveitada pelo corpo.

Além disso, por ser mais facilmente digerida, a cápsula lipossomal da Sundt minimiza danos gastrointestinais e reações adversas que costumam correr com outros tipos de suplementos.

Conclusão

O magnésio dimalato serve para regular os níveis de magnésio no organismo, promover a saúde, manter o corpo em pleno funcionamento e evitar doenças. Ele é feito com uma combinação do magnésio com o ácido málico, que melhora o aproveitamento do mineral pelo corpo.

Mas, para aumentar ainda mais a biodisponibilidade do magnésio, o suplemento lipossomal da Sundt surgiu no mercado. Sua técnica de produção permite que o magnésio seja 100% absorvido pelo organismo, o que reduz os efeitos colaterais presentes em outros suplementos e garante o máximo dos benefícios na saúde.

(Fonte da imagem destacada: alexlmx/ 123rf.com)

References (4)

1. Hallberg L, Brune M, Rossander L. The role of vitamin C in iron absorption. Int J Vitam Nutr Res Suppl [Internet]. 1989;30:103–8.
Source

2. Chambial S, Dwivedi S, Shukla KK, John PJ, Sharma P. Vitamin C in disease prevention and cure: An overview [Internet]. Vol. 28, Indian Journal of Clinical Biochemistry. 2013. p. 314–28.
Source

3. Pullar JM, Carr AC, Vissers MCM. The roles of vitamin C in skin health [Internet]. Vol. 9, Nutrients. MDPI AG; 2017. p. 866.
Source

4. Hemilä H, Chalker E. Vitamin C for preventing and treating the common cold [Internet]. Vol. 2013, Cochrane Database of Systematic Reviews. John Wiley and Sons Ltd; 2013.
Source

Artigo científico
Hallberg L, Brune M, Rossander L. The role of vitamin C in iron absorption. Int J Vitam Nutr Res Suppl [Internet]. 1989;30:103–8.
Go to source
Artigo científico
Chambial S, Dwivedi S, Shukla KK, John PJ, Sharma P. Vitamin C in disease prevention and cure: An overview [Internet]. Vol. 28, Indian Journal of Clinical Biochemistry. 2013. p. 314–28.
Go to source
Artigo científico
Pullar JM, Carr AC, Vissers MCM. The roles of vitamin C in skin health [Internet]. Vol. 9, Nutrients. MDPI AG; 2017. p. 866.
Go to source
Artigo científico
Hemilä H, Chalker E. Vitamin C for preventing and treating the common cold [Internet]. Vol. 2013, Cochrane Database of Systematic Reviews. John Wiley and Sons Ltd; 2013.
Go to source