Ferritina: Como manter os níveis adequados?

Cápuslas de suplemento de ferro.

A ferritina tem se tornado cada vez mais conhecida, principalmente porque tanto sua falta quanto o seu excesso em nosso organismo podem ser altamente prejudiciais à saúde. Diretamente ligada à quantidade de ferro presente em nosso corpo, os níveis adequados de ferritina devem ser analisados juntamente com o seu médico.

No entanto, em casos de falta de ferritina no sangue, um dos tratamentos pode ser a suplementação. Em meio a tantos produtos disponíveis, vamos apresentar a mais recente inovação do mercado: O suplemento de ferro lipossomal.

Pontos-Chave

  • A principal função da ferritina é acumular ferro, nutriente necessário para o bom funcionamento do nosso organismo e para evitar a anemia.
  • Os baixos níveis de ferritina no sangue costumam estar associados à ausência de ferro no corpo.
  • Para aumentar a ferritina é preciso mudar a dieta, os hábitos diários e, em alguns casos, fazer a reposição com suplemento de ferro.

Ferritina: Tudo o que você precisa saber

A ferritina é a proteína mais importante para garantir a reserva necessária de ferro em nosso organismo.

A maior parte da ferritina se encontra no fígado, baço e medula óssea. Mas quantidades menores também estão presentes no coração, pâncreas e rins.

O fato é que a quantidade de ferritina que circula na corrente sanguínea está associada ao nível de ferro estocado no organismo. E, sem ferro, além de outras complicações de saúde, pode-se adquirir a anemia ferropriva.

Dois tubos de sangue com o escrito: Ferritina.
A quantidade de ferritina que circula na corrente sanguínea está associada ao nível de ferro estocado no organismo. (Fonte: digicomphoto/ 123rf.com)

No caso de baixos níveis de ferritina no sangue, muitas vezes é preciso suplementar a quantidade de ferro que é consumida diariamente.

A Sundt, fabricante europeia que acaba de chegar ao Brasil, lançou um suplemento inovador. Ele é melhor e mais rapidamente absorvido pelo organismo, o que garante o aumento da biodisponibilidade do ferro.

O que é e para que serve a ferritina em nosso corpo?

A ferritina é uma proteína que transporta e armazena ferro no sangue. Mas ela também atua protegendo as células do corpo dos efeitos tóxicos do ferro e tem relação com processos inflamatórios.

Tanto é que, quando uma pessoa está gripada, com pneumonia ou até mesmo com câncer, os níveis de ferritina costumam subir de forma rápida.

Já o ferro é um nutriente essencial para a nossa vida e atua, principalmente, na fabricação das células vermelhas e no transporte do oxigênio.

Além disso, o ferro participa do crescimento saudável de crianças e tem influência na capacidade de aprendizagem. Esse nutriente também é fundamental para ajudar o organismo a resistir às infecções.

Alimentos ricos em ferro.
Uma alimentação rica em ferro ajuda a manter a ferritina em dia. (Fonte: Tatjana Baibakova/ 123rf.com)

Tamanha a importância do ferro, que sua falta no organismo pode causar a anemia ferropriva, que se caracteriza pela baixa quantidade de células responsáveis por transportar oxigênio para os tecidos do corpo.

No entanto, assim como ocorre com outros nutrientes essenciais para a nossa saúde, o excesso de ferro também pode ser prejudicial.

Porém, ao contrário da ferritina baixa, níveis altos dessa proteína não tem, necessariamente, relação com o ferro.

Ferritina alta: O que significa?

Existem diversos fatores que podem causar o aumento de ferritina no sangue. E, ainda que pareça contrário, o excesso de ferro raramente é uma dessas causas.

Por outro lado, até um simples resfriado pode elevar os níveis de ferritina. Isso ocorre porque essa proteína está associada à resposta do organismo a problemas inflamatórios e de infecção.

Com isso em mente, confira as principais causas do aumento da ferritina:

  • Doenças do fígado;
  • Alcoolismo;
  • Diabetes;
  • Obesidade;
  • Síndrome metabólica;
  • Infecções;
  • Câncer;
  • Insuficiência renal;
  • Condições inflamatórias.

Uma causa menos comum, responsável por também elevar a taxa de ferritina no sangue, é a hemocromatose.

Trata-se de uma doença genética que acumula ferro no organismo, sendo portanto, uma das únicas causas da elevação da ferritina associada aos aumento de ferro no corpo.

Outras causas menos comuns da ferritina alta são: a tireotoxicose, que é o excesso de hormônio tiroidiano, e o infarto agudo do miocárdio.

Quais são os sintomas da ferritina alta?

O tratamento para ferritina alta depende da causa. Por isso, é essencial que você tenha o acompanhamento de um médico.

Mas, normalmente, é indicado uma dieta pobre em alimentos ricos em ferro ou em vitamina C, nutriente que aumenta a absorção do mineral no corpo. Isso porque a vitamina C aumenta a absorção do ferro dentro do corpo.

Geralmente, os sintomas do excesso de ferritina são:

  • Dor nas articulações;
  • Cansaço;
  • Falta de ar;
  • Dor abdominal.

Ferritina Baixa: O que pode ser?

Enquanto a ferritina alta costuma indicar um quadro de infecção, a ferritina baixa é, em geral, um sinal de falta de ferro no corpo, que pode ser provocado por alguns fatores.

A causa mais comum de ferritina baixa é a anemia devido a uma alimentação pobre em ferro. Mas se for causada por um sangramento, a ferritina baixa é considerada uma condição grave.

De todo modo, a deficiência costuma ser facilmente solucionada com uma dieta rica em alimentos com ferro ou com o uso de suplementos.

Para resumir, confira a seguir as principais causas de ferritina baixa e alguns dos sintomas mais comuns desta condição:

Causa de ferritina baixaSintomas de ferritina baixa
Anemia ferroprivaCansaço
HipotireoidismoFraqueza
Sangramento gastrointestinal ou menstrual intensoPalidez
Alimentação pobre em ferro e em vitamina CFalta de apetite
Queda de cabelo
Dor de cabeça
Tonturas

É normal ter ferritina baixa durante a gravidez?

De fato, mulheres grávidas apresentam taxas baixas de ferritina. Isto acontece porque durante a gravidez, embora a quantidade de sangue da mulher aumente, um grande volume de ferro passa para o bebê.

Assim, o acompanhamento dos níveis de ferro e ferritina são feitos durante o pré-natal e, se necessário, são realizadas reposições através da alimentação ou da suplementação com ferro.

Quando devo fazer o exame de ferritina?

A dosagem de ferritina no sangue não costuma fazer parte dos exames de rotina. De forma geral, o médico solicita esse exame quando suspeita de deficiência de ferro.

O exame é feito a partir de uma amostra de sangue e não é necessário jejum ou qualquer outro preparo para a sua realização.

Qual o nível ideal de ferritina no sangue?

Os valores de referência de ferritina podem variar conforme o laboratório onde se realiza o exame. Mas, de modo geral, a taxa dessa proteína é considerada normal quando se apresenta entre 40 a 300 ng/mL (mcg/L).

Mas esse valor pode variar de acordo com o gênero e com a idade da pessoa.

De todo modo, níveis baixos demais ou muito altos de ferritina devem ser avaliados por um médico hematologista ou gastroenterologista.

Qual o tratamento para ferritina baixa?

O tratamento para ferritina baixa vai depender do que causou a deficiência dessa proteína. Mas, de modo geral, a adoção de uma alimentação adequada é recomendada para todas as situações.

Como vimos, na maioria das vezes, a ingestão de alimentos ricos em ferro e em vitamina C, pode aumentar a ferritina, sendo eficaz na sua reposição. Alguns alimentos ricos em ferro são:

  • Carnes;
  • Feijão;
  • Gema de ovo;
  • Cereais matinais;
  • Beterraba;
  • Vegetais verde escuros.

Vale lembrar que o ferro da carne vermelha é mais facilmente absorvido pelo organismo do que o que está presente nos vegetais.

Além disso, vale reforçar que alimentos ricos em ferro devem ser consumidos preferencialmente com alimentos ricos em vitamina C, já que esse último nutriente potencializa a absorção de ferro pelo corpo.

Veja exemplos de alimentos com vitamina C::

  • Acerola;
  • Pimentão amarelo cru;
  • Caju;
  • Goiaba;
  • Salsa;
  • Laranja;
  • Cheiro verde;
  • Couve de Bruxelas;
  • Mamão papaia;
  • Kiwi;
  • Morango.

Mesmo com tanta variedade de alimentos nutritivos, dependendo dos valores de ferro e ferritina no sangue, apenas a alimentação pode não ser suficiente para sanar a deficiência.

Em casos mais graves, o médico pode recomendar o uso de suplemento de ferro combinado com vitamina C. Esse tipo de tratamento costuma ser mais rápido na reposição do nutriente.

E vale pontuar: apenas nos casos de tumores ou de sangramentos do sistema digestivo é que o tratamento pode evoluir para a cirurgia.

Quem precisa de suplemento para tratar os níveis ferritina?

Como vimos, nem sempre adotar uma alimentação rica em ferro é suficiente para aumentar a ferritina.

O fato é que o tratamento da deficiência nutricional vai depender do que a causou. De todo modo, existem algumas situações em que o uso de suplemento se faz necessário.

 Duas cáspsulas.
Nem sempre adotar uma alimentação rica em ferro é suficiente para aumentar a ferritina. (Fonte: HeungSoon / Pixabay.com)

É o caso de deficiências graves de ferro, de fluxo menstrual volumoso e de doenças que dificultem a absorção do nutriente. Nesse casos, o uso de suplemento é mais eficaz do que a alimentação.

Isso porque o suplemento costuma ter quantidade maiores de ferro e que, dependendo do suplemento, podem ainda aumentar a biodisponibilidade do nutriente, acelerando os benefícios e vantagens da reposição.

Qual o melhor suplemento de ferro e vitamina C para ferritina?

Se o seu caso requer o tratamento por meio de suplemento de ferro para aumentar a ferritina é preciso saber escolher o melhor produto.

Hoje em dia existem diversos fabricantes que disponibilizam suplementos que variam em termos de técnica de produção, matéria prima e dosagem. Por isso, primeiramente, é preciso analisar e comparar esses fatores.

Mas, para escolher o melhor suplemento de ferro e vitamina C, também é importante considerar a eficiência da absorção dos nutrientes dentro do corpo.

Nesse quesito, a Sundt trouxe para o Brasil um produto inovador: O suplemento lipossomal. Esse suplemento é fabricado de tal forma que, quando entra em contato com o intestino, é mais facilmente digerido do que os outros à venda no mercado.

Pessoa segurando comprimido e copo de água.
Para escolher o melhor suplemento de ferro e vitamina C, também é importante considerar a eficiência da absorção dos nutrientes dentro do corpo. (Fonte: JESHOOTS.com/ Pexels.com)

Com isso, os nutrientes presentes nos suplementos lipossomais são rapidamente absorvidos pelo organismo. E, mais do que isso: Com o suplemento lipossomal, o ferro e a vitamina C tem sua biodisponibilidade aumentada.

Isso significa que esses nutrientes serão 100% aproveitados pelo corpo, o que não ocorre com a maioria dos suplementos à venda.

Com a maior biodisponibilidade, sua reposição de ferro será mais eficaz, fazendo com que os níveis de ferritina voltem ao normal.

Conclusão

A ferritina é uma proteína que armazena e transporta ferro em nosso organismo. E o ferro é um nutriente indispensável para a nossa saúde. No entanto, por conta de diversas razões, a ferritina pode sofrer alterações, para mais ou para menos.

Quando a ferritina está baixa é preciso aumentar a ingestão de alimentos ricos em ferro e vitamina C. Mas, em alguns casos, o suplemento se faz necessário. O suplemento lipossomal da Sundt é o mais eficaz porque ele aumenta a biodisponibilidade dos nutrientes dentro do nosso organismo.

(Fonte da imagem destacada: tussik13/ 123rf.com)

References (4)

1. Ferritina alta: causas, interpretação e tratamento - Dra. Suzana Vieira - Especialista em Endocrinologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Source

2. Interpreting raised serum ferritin levels
Source

3. Hemochromatosis - National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (NIDDK)
Source

4. Quais as causas de aumento da ferritina sérica? - Biblioteca Virtual em Saúde, Atenção Primária em Saúde
Source

Artigo
Ferritina alta: causas, interpretação e tratamento - Dra. Suzana Vieira - Especialista em Endocrinologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Go to source
Artigo
Interpreting raised serum ferritin levels
Go to source
Artigo
Hemochromatosis - National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (NIDDK)
Go to source
Artigo
Quais as causas de aumento da ferritina sérica? - Biblioteca Virtual em Saúde, Atenção Primária em Saúde
Go to source