Excesso de vitamina D: Que problemas isso pode gerar?

Imagem mostra um homem aparentemente sentindo dor.

A vitamina D é fundamental para o bom funcionamento dos nossos organismos. Disso, todos já sabemos! Mas essa substância também pode trazer alguns problemas quando consumida em excesso: Afinal, existe um limite para tudo no corpo humano!

No artigo de hoje, vamos discutir tudo o que você precisa saber sobre o excesso de vitamina D. Quando ele ocorre? O que o causa? Como evitá-lo? Quais são os sintomas e tratamentos? Fique conosco para conhecer até mesmo quais são os melhores suplementos para evitar problemas com dosagens excessivas!

Pontos-chave

  • Apesar de benéfica ao organismo, em excesso a vitamina D pode causar muitos problemas. Alguns deles, como os danos aos rins, chegam a ter efeitos irreversíveis.
  • Para evitar os problemas com o excesso de vitamina D, você deve tomar a substância apenas quando houver recomendação médica e seguir as dosagens ideais.
  • Também é importante tomar suplementos de qualidade. Os lipossomais, principalmente quando fabricados pela Sundt, são a melhor opção.

Conheça tudo sobre o excesso de vitamina D

Mesmo as melhores substâncias podem nos intoxicar. A vitamina D regula a presença de cálcio no sangue, previne doenças como a osteoporose, favorece o ganho muscular e garante variados outros benefícios. Tudo isso, porém, na dosagem correta.

A partir de agora, vamos discutir o que o seu excesso pode causar.

Imagem mostra um homem com aparente dor ao levantar.
A indisposição e a fadiga estão entre os sintomas do excesso de vitamina D. (Fonte: Andrea Piacquadio/ Pexels.com)

Quais são os niveis esperados de vitamina D no organismo?

Os índices de vitamina D no organismo são medidos a partir da quantidade de sangue da pessoa. Por isso, a unidade usada é o ng/ml, ou nanograma por mililitro.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, o índice esperado em adultos é de pelo menos 20 ng/ml. Para grupos de risco, especialmente idosos e gestantes, deve-se ter entre 30 e 60 ng/ml.

Resultados abaixo de 10 ng/ml indicam deficiência séria de vitamina D, com possibilidade do aparecimento de doenças como raquitismo e osteomalácia. Acima de 100 ng/ml, por sua vez, indicam a intoxicação.

Níveis similares também são esperados para as crianças.

Veja abaixo uma tabela com os níveis de vitamina D no organismo e o que eles significam:

Nível de vitamina D no sangueDiagnóstico
Abaixo de 10 ng/mlDeficiência séria, podendo causar doenças
Entre 10 e 20 ng/mlDeficiência da substância. Observação é necessária
Entre 20 e 30 ng/mlBom nível para adultos saudáveis. Idosos e gestantes precisam de maior observação
Entre 30 e 60 ng/mlÓtimos níveis para adultos saudáveis
Entre 60 e 100 ng/mlNíveis elevados de vitamina D. Observação é necessária.
Acima de 100 ng/mlIntoxicação por vitamina D

O que pode causar excesso de vitamina D em nosso organismo?

O nosso corpo produz vitamina D naturalmente através da luz do sol. Não há como ter intoxicação por esse meio, uma vez que a produção é cessada assim que os níveis necessários são alcançados.

Pessoas que não têm como tomar muito sol ou que possuem deficiência de vitamina D, porém, precisam fazer uma suplementação da substância. É a partir de suplementos de qualidade duvidosa ou ingeridos em níveis errados que o excesso acontece.

É por isso que, para evitar o excesso de vitamina D no organismo, você precisa fazer a suplementação apenas após receber a orientação médica com a dosagem e os momentos do dia ideais.

Também é importante escolher suplementos de alto nível. Os da Sundt, sobre os quais falaremos mais tarde, são perfeitos para pessoas de todas as idades!

O excesso de vitamina D no organismo pode ser prejudicial à saúde?

Sim. O velho ditado de que “tudo o que é em excesso, faz mal” também se aplica à vitamina D. Os sintomas de sua intoxicação, ou seja, presença acima de 100 ng/ml no organismo, podem ser graves.

É por isso que você deve fazer a suplementação apenas com orientação médica e produtos de qualidade e também ficar atento aos possíveis sintomas de intoxicação, sobre os quais nós falaremos a seguir.

Quais são os possíveis sintomas do excesso de vitamina D no organismo?

A vitamina D é responsável por regular a quantidade de cálcio no organismo. Quando em excesso, também sobe muito os níveis de cálcio, causando o que é chamado hipercalcemia.

Com a hipercalcemia, o cálcio em excesso passa a se depositar pelo corpo, gerando problemas principalmente aos rins. O cálculo renal é um dos primeiros problemas que aparecem, mas esses órgãos responsáveis pela filtragem do sangue podem sofrer danos permanentes e irreversíveis.

Além disso, o fortalecimento muscular e ósseo, benefícios da vitamina D, também deixa de acontecer. O excesso de vitamina D pode levar à fraqueza dos músculos, à perda de apetite, à fraqueza, irritação constante e até mesmo sangramentos pelas membranas e orifícios.

Os sintomas da intoxicação por vitamina D costumam ser bastante destacados e, portanto, fáceis de serem notados. Se você sentir mais de uma das condições listadas acima enquanto faz suplementação dessa substância, deve ligar o sinal de alerta.

Você sabia que a deficiência de vitamina D é muito mais comum do que a intoxicação? Cerca de 90% das pessoas negras e hispânicas nos Estados Unidos sofrem com a falta da substância (1).

O que devo fazer se tenho sintomas de excesso de vitamina D?

Se você tem sintomas claros de excesso de vitamina D, a primeira coisa a fazer é imediatamente suspender qualquer suplementação da substância que esteja fazendo.

Em seguida, procure ajuda médica. Ao relatar seus sintomas e fazer exames, o excesso de vitamina D pode ser detectado, facilitando a resolução dos problemas.

Como não são muitos os alimentos que possuem vitamina D, e os que possuem não a trazem em quantidade suficiente para gerar uma intoxicação, você pode ficar tranquilo quanto ao que come.

Após ser tratada a intoxicação, seria de bom tom começar a tomar suplementos de melhor qualidade. Nossa recomendação é buscar os produzidos pela Sundt.

Como normalizar o excesso de vitamina D?

A principal forma de normalizar a quantidade de vitamina D no organismo é fazer a suspensão imediata de qualquer tipo de suplemento que a pessoa esteja ingerindo.

Se a situação for mais grave, com sintomas sérios e hipercalcemia se desenvolvendo, pode ser feito um tratamento com ingestão frequente de líquidos, até mesmo por via intravenosa. Assim, o bom funcionamento renal volta a ser estimulado.

Alguns medicamentos também podem ser receitados para ajudar a normalizar a situação. Com uma boa ação médica, rapidamente os níveis normais de vitamina D são retomados.

É preciso apenas tomar cuidado para que os danos renais não sejam permanentes, coisa que acontece quando há grande demora para iniciar o tratamento.

Como evitar o excesso de vitamina D no organismo?

Muitas pessoas tomam suplementos de vitamina D mesmo sem ter qualquer necessidade disso. Se o seu corpo produz a substância naturalmente em boas quantidades, não faça suplementação. Esse é um recurso que deve acontecer apenas com orientação médica.

Tomar suplementação de vitamina D sem necessidade é uma das principais causas da intoxicação pela substância.

Também é possível sofrer intoxicação por tomar suplementos em quantidades equivocadas, o que também é evitado quando existe orientação médica, ou por ingerir produtos de qualidade ruim, desenvolvidos sem perícia técnica.

Ou seja, a melhor forma de evitar a intoxicação por vitamina D é fazendo a suplementação com produtos de qualidade nas dosagens corretas e apenas quando recomendada por profissionais da saúde.

Conheça os melhores suplementos de vitamina D para evitar intoxicação

Como mencionamos, tomar suplementos de vitamina D de alta qualidade é um passo importantíssimo para evitar tanto a deficiência, como também a intoxicação pela substância.

Por isso, a partir de agora vamos trazer mais informações sobre os suplementos disponíveis no mercado brasileiro!

Suplemento de vitamina D normal ou lipossomal?

Você pode encontrar no mercado a vitamina D em diversos formatos. Desde em produtos totalmente naturais, como é o caso do óleo de fígado de bacalhau, até em outras cápsulas mais manipuladas quimicamente.

O problema das vitaminas D normais é que a absorção delas pelo organismo é irregular. Normalmente muito baixa, eventualmente pode se desregular e se tornar alta, causando uma intoxicação. Por isso, cápsulas de marcas desconhecidas devem ser evitadas.

As vitaminas D lipossomais são o que há de melhor. Elas vêm no formato de cápsulas revestidas com uma membrana especial e são capazes de penetrar na parede celular e gerar a quantidade perfeita de absorção.

Ao tomar um suplemento lipossomal de vitamina D, você não só garante que bons níveis da substância serão absorvidos, resolvendo assim potenciais deficiências, como também que não acontecerá a intoxicação – a não ser, é claro, que aconteça um grande exagero na quantidade de cápsulas ingeridas.

Veja a seguir a nossa tabela que compara vitamina D normal e lipossomal:

Cápsulas simples de vitamina DCápsulas lipossomais de vitamina D
ApresentaçãoCápsulas comuns, sem revestimentos especiaisCápsulas revestidas por uma membrana lipossomal
CaracterísticasAbsorção irregular, podem não ser eficientesAbsorção perfeita, impede deficiência ou intoxicação

Como saber se um suplemento de vitamina D é de qualidade?

Se você optar por cápsulas comuns de vitamina D, que são mais baratas, procure por marcas conhecidas no ramo de farmácia ou de suplementação e por produtos que sejam aprovados pela Anvisa. Evite soluções milagrosas ou produtos vendidos de maneira obscura.

Mas se a sua escolha for o caminho ideal, que é a suplementação lipossomal, existe uma dica infalível: Optar pelos suplementos da Sundt!

A Sundt produz suplementos lipossomais da mais alta qualidade e capazes de te ajudar a sempre manter os níveis ideais de vitamina D. Com eles, basta seguir a dosagem ideal para ter a sua saúde perfeita!

Imagem mostra diversos comprimidos, cápsulas, seringas e outros itens médicos.
É preciso tomar suplementos de alto nível para trazer benefícios à saúde. (Fonte: stevepb / Pixabay.com)

Qual a dosagem de suplemento de vitamina D que devo tomar?

Não existe uma resposta universal para essa pergunta. Tudo depende de quais são os níveis de vitamina D no seu organismo, do seu peso e da sua quantidade de sangue.

Por isso, apenas um profissional da saúde pode indicar a dosagem de vitamina D que deve ser tomada. Você deve se consultar antes de iniciar qualquer suplementação, mesmo com produtos de qualidade como os da Sundt.

Conclusão

Não é porque a vitamina D é benéfica à saúde que você pode tomá-la de maneira descontrolada. É preciso sempre seguir orientação médica antes de fazê-lo e ainda prestar atenção na dosagem ideal e na quantidade de suplemento.

Existem opções de suplementos de altíssimo nível no mercado que te ajudam a impedir tanto a deficiência, quanto o excesso de vitamina D. Escolhê-las é um passo fundamental para aumentar a sua qualidade de vida!

(Fonte da imagem destacada: geralt/ Pixabay.com)

References (1)

1. National Health and Nutrition Survey
Source

Artigo científico
National Health and Nutrition Survey
Go to source