Diarreia: sintomas, causas, tipos e remédios

A diarreia é um transtorno frequente em todas as idades, mas especialmente nos menores de 14 anos. De acordo com o Instituto Trata Brasil, a diarreia mata mais de duas mil crianças por dia em todo o mundo (1). O normal é que um episódio de diarreia dure um ou dois dias mas, em algumas situações, pode levar mais tempo.

Nestes casos, o transtorno pode ser o sintoma de uma doença crônica mais grave, que deve contar com cuidados médicos. Para esclarecer qualquer dúvida sobre a diarreia, preparamos este artigo. Aqui, mostramos como identificar os sinais de alerta, qual é a alimentação indicada e os produtos que podem ajudar a combater esse incômodo. Acompanhe!

Pontos-chave

  • A diarreia é um sintoma associado a inúmeras doenças. Pode ser em decorrência de um vírus ou uma bactéria, mas também pode estar relacionada ao uso de antibióticos, por exemplo. A diarreia do viajante geralmente se dá pela ingestão de água ou alimentos contaminados.
  • A diarreia pode ser acompanhada por outros sintomas, como náuseas e inchaço abdominal. Em alguns casos, pode levar a desidratação ou má absorção de nutrientes. Por isso, é aconselhável consultar um médico caso a diarreia se prolongue ou seja acompanhada por febre ou desidratação.
  • Enquanto durar, procure ingerir uma dieta leve para combater a diarreia, evitando fibras, laticínios e gordura. Os suplementos probióticos são uma ótima alternativa para fortalecer a flora intestinal. Além disso, as orientações de higiene são fundamentais para evitar contaminação, sobretudo por bactérias.

Tudo o que você precisa saber sobre a diarreia

A diarreia é definida pela alta frequência de evacuações ao longo do dia — de três vezes a mais — com fezes pastosas a líquidas. A diarreia aguda é a mais comum e costuma durar até dois dias.

Já a persistente pode chegar a até quatro semanas. A partir desse período, provavelmente se trata de uma caso de diarreia crônica, mesmo que os sintomas não sejam contínuos.

A seguir, falaremos sobre as causas e sintomas da diarreia e quais transtornos ela pode causar.

Quais outros sintomas acompanham a diarreia?

A diarreia não é uma enfermidade e sim um sintoma de que algo não estpa bem no organismo. Portanto, ela pode estar acompanhada de outros sintomas, como estes (2, 3):

  • Urgência para ir ao banheiro;
  • Fezes pastosas ou líquidas;
  • Perda do controle das evacuações;
  • Cólicas ou dores abdominais;
  • Inchaço abdominal;
  • Náuseas.

A diarreia causada por infecções virais, bacterianas ou parasitárias costumam apresentar, além dos sintomas anteriores, mais algumas características:

  • Sangue e/ou mucosidade nas fezes;
  • Calafrios e febre;
  • Vertigem e enjoos;
  • Vômitos.
Diarrea
A diarreia é um sintoma associado a diversas doenças. (Fonte: Popov: 128063816/ 123rf.com)

Causas e tipos de diarreia

Os tipos de diarreia estão associados com o causador do transtorno. No entanto, em muitas situações, a diarreia aguda desaparece sem que seja possível descobrir o agente que a provocou.

Na sequência, você pode verificar um quadro com os tipos e causas mais comuns de diarreia, seja ela crônica ou aguda (3).

Diarreia aguda e persistente   Diarreia crônica
Infecções virais (norovírus, rotavírus)

Infecções bacterianas por água ou alimentos contaminados: Salmonella, E. Coli, parasitas

Diarreia do viajante (viral, bacteriana ou parasitária)

Infecção bacteriana ou parasitária: pode provocar intolerância transitória à lactose
Alergias e intolerâncias alimentares

Problemas do sistema digestivo: Doença celíaca, Síndrome do intestino irritável, Doença de Crohn, colite ulcerosa.

Pacientes que passaram por cirurgia abdominal

Tratamentos prolongados com uso de antibióticos

 

Quais os sintomas de desidratação por diarreia?

A diarreia leva à perda de líquidos acima do normal. Por isso, pode causar desidratação, principalmente em crianças, idosos e pessoas imunodeprimidas. Mas, você conhece os sintomas da desidratação (2, 3, 4)?

  • Sensação de sede excessiva e boca seca;
  • Pele seca e com menos elasticidade;
  • Urinar menos do que o normal;
  • Urina escura;
  • Enjoos e vertigem;
  • Sensação de cansaço e fraqueza;
  • Bochechas e olhos fundos.

Nos bebês, os sintomas de desidratação são diferentes destes, mas podem ser facilmente reconhecidos. Eles costumam ficar mais sonolentos e irritadiços, chegando a chorar sem lágrimas.

Eles costumam molhar menos as fraldas e, assim como nos adultos, ficam com os olhos mais fundos e pele menos elástica.

O que é a má absorção por diarreia?

Além da desidratação, a diarreia persistente pode causar má absorção nutricional. Isso significa que impede o intestino de absorver todos os nutrientes ingeridos, o que leva à desnutrição.

Os sintomas da má absorção incluem inchaço abdominal, gases, alteração do apetite e fezes com aspecto gorduroso. Também pode ocorrer perda de peso (3).

Diarrea
Para repor líquidos e eletrólitos perdidos pelas fezes, é preciso tomar água, sopas, caldos e sucos. (Fonte: Ildipapp: 37175812/ 123rf.com)

Quando procurar o médico em episódios de diarreia?

Se você passar mais de dois dias com diarreia — ou se evacuou mais de seis vezes em 24 horas — é momento de procurar o médico. Além disso, febre acima de 38,9°C, vômitos ou dores fortes no abdome, assim como fezes escuras ou com sangue, são sinais de alerta.

Se observar qualquer um desses sintomas, procure imediatamente a ajuda de um serviço de atendimento de saúde (3).

Que alimentos consumir durante a crise de diarreia?

Para repor os líquidos e eletrólitos perdidos pelas fezes, é essencial ingerir muita água, sopas, caldos e sucos naturais. Em alguns casos, o médico pode receitar o uso de remédios.

O ideal é que, durante alguns dias, seja adotada uma dieta leve para cortar a diarreia, evitando laticínios, açúcares, gorduras e fibra (5).

Neste período, faça de cinco a seis pequenas refeições diárias. No café da manhã, torradas ou iogurte. No almoço e jantar, opte por arroz, peito de peru ou de frango, cenouras ou batatas cozidas (6).

Diarrea
A diarreia do viajante é mais comum em pessoas que visitam países com menos saneamento, onde a água e os alimentos podem ser contaminados facilmente. (Fonte: Binsuk: 121339998/ 123rf.com)

Como prevenir a diarreia viral e bacteriana?

Tanto a diarreia produzida por vírus quanto a causada por bactérias podem ser prevenidas seguindo hábitos de higiene específicos. Lavar as mão, antes e depois de ir ao banheiro, manipular alimentos ou trocar a fralda do bebê, por exemplo, é uma das medidas mais eficazes.

Apesar de ser um hábito simples, é sempre bom reforçar a forma correta de fazer isso (2):

  • Ensaboe as mãos e esfregue por pelo menos, 20 segundos. Para facilitar para as crianças, elas podem cantar “parabéns a você” duas vezes;
  • Use álcool em gel quando não houver água e sabão por perto. Para ser eficaz, é preciso que o produto contenha 70% de álcool.

Conselhos para evitar a diarreia do viajante

A diarreia do viajante costuma afetar a quem viaja por países onde as condições de higiene são insuficientes com água e alimentos suscetíveis a contaminação.

Para não estragar suas férias, basta seguir estes conselhos (2):

  • Vigie o que consome. Priorize os alimentos bem cozidos e evite vegetais frescos e laticínios;
  • Cuidado com as bebidas. Assegure-se de que a bebida esteja na embalagem original. Nunca beba água da torneira e evite adicionar gelo às bebidas;
  • Busque informações oficiais e advertências de outros viajantes sobre os riscos de contaminação no local que vai visitar.
Diarrea
Consulte seu médico antes de viajar para saber quais medicamentos devem estar na sua mala, para usar em casos de emergência. (Fonte: Marctran: 112422102/ 123rf.com)

O que é a diarreia por antibióticos?

A diarreia por antibióticos costuma ocorrer em cerca de 5 e 20% dos pacientes tratados com este tipo de medicamento. Ela se deve tanto ao efeito tóxico da medicação quanto a possíveis alterações na flora intestinal.

De maneira geral, a microbiota tem a quantidade de micro-organismos reduzidas pela ação dos antibióticos, o que leva à proliferação das bactérias causadoras da diarreia.

Os sintomas, geralmente, aparecem repentinamente. Em muitos casos, a diarreia pode ocorrer até 10 dias após o início da medicação. Caso você comece um tratamento com antibióticos e desenvolva diarreia, não interrompa a medicação. Procure seu médico para orientá-lo sobre como controlar a diarreia (7).

Gastroenterite viral é igual a diarreia?

Não. Como dissemos, a diarreia é um sintoma que pode estar associado a diversas doenças. Uma delas é a gastroenterite, também chamada de gripe estomacal.

Além da evacuação líquida, essa enfermidade costuma ser acompanhada por vômitos, cólicas e febre. A gastroenterite viral ocorre pelo contato com uma pessoa infectada ou pela ingestão de alimentos contaminados.

Como os sintomas são parecidos, as duas ocorrências podem ser confundidas. Em qualquer uma das situações, a desidratação costuma ser a principal complicação desses transtornos (8).

Diarrea
A diarreia pode ser acompanhada por sintomas como náuseas e distensão abdominal. (Fonte: Maksymiv: 118167083/ 123rf.com)

Diarreia: Quais suplementos são recomendados?

Todas as pessoas costumam ter algum episódio de diarreia ao longo do ano. No entanto, algumas precisar aprender a viver com esse incômodo. Indivíduos com Síndrome do Intestino Irritável, por exemplo, podem sofrer tanto com a diarreia quanto com a constipação rotineiramente.

Nestes casos, o mais aconselhável é fazer uso de um suplemento lipossomal de curcumina, um anti-inflamatório natural com muitos benefícios. Além desse, alguns outros produtos podem ajudar no combate à diarreia.

Suplementos probióticos

Os suplementos probióticos estão entre os remédios mais utilizados para combater a diarreia. Constituídos por micro-organismos vivos, eles são capazes de equilibrar e repovoar a flora intestinal. São eficazes na diarreia por antibióticos, do viajante e na síndrome do cólon irritável (9).

Os probióticos se apresentam, em geral, no formato de cápsulas. É importante que contenham, ao menos, entre 100 milhões e 1 bilhão de UFC (Unidades Formadoras de Colônias).

Para mostrar qual probiótico é mais eficaz em cada situação, preparamos a tabela a seguir (9, 10)?

  Diarreia por rotavírus Diarreia do viajante Síndrome do Intestino Irritável Diarreia por antibióticos
Bifidobacterium lactis X X    
Bifidobacterium bifidum   X    
Bifidobacterium longum     X  
Bifidobacterium breve     X  
Lactobacillus casei X   X  
Lactobacillus reuteri X      
Lactobacillus rhamnosus X   X  
Lactobacillus acidophilus   X   X
Lactobacillus plantarum     X  

Suplementos prebióticos

Os prebióticos são substâncias que servem de alimento para as bactérias da flora intestinal. Assim, eles contribuem para a proliferação e fortalecimento destes micro-organismos.

Os prebióticos mais comuns são os fruto-oligossacarídeos e a inulina, mas também existem (11):

  • Galacto-oligossacarídeos;
  • Lactulose;
  • Fibra de aveia;
  • Cevada germinada;
  • Pectina;
  • Psyllium.

Nossa conclusão

Ainda que seja um transtorno relativamente comum, é preciso estar atento aos episódios de diarreia, os fatores desencadeantes e a sua frequência, que podem indicar a presença de uma doença associada. Neste artigo, mostramos algumas medidas de prevenção, entre elas o uso de suplementos que possam fortalecer e revigorar a flora intestinal.

Caso deseje começar a suplementação, considere usar suplementos lipossomais, que oferecem mais eficácia e melhor custo benefício. Lembre-se de avaliar a procedência e procurar produtos de alta qualidade, como os da Sund Nutrition.

Se você gostou deste material, aproveite para compartilhar com seus amigos e conhecer mais sobre nossos produtos e obter novas informações de saúde por meio dos conteúdos do nosso site.

(Fonte da imagem destacada: Chajamp: 48094306/ 123rf.com)

Referências(11)

  1. Instituto Trata Brasil - Estatísticas sobre saneamento e saúde [Internet]. Estatística. 2020 [acessado em Janeiro/2021].
  2. Diarrea – Síntomas y causas – Mayo Clinic [Internet]. Mayoclinic.org. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
  3. Diarrea | NIDDK [Internet]. National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
  4. Diarrea | MedlinePlus en español [Internet]. Medlineplus.gov. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
  5. Diarrea – IFFGD [Internet]. Iffgd.org. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
  6. Qué debes comer cuando tienes diarrea [Internet]. Medicalnewstoday.com. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
  7. Morales González S., Navazo Bermejo L. Diarrea por antibióticos. Rev. esp. enferm. dig. [Internet]. 2006 [acessado em Dezembro/2020]; 98(7): 550-550.
  8. Gastroenteritis vírica (gripe estomacal) – Síntomas y causas – Mayo Clinic [Internet]. Mayoclinic.org. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
  9. Guandalini S. Probiotics for Prevention and Treatment of Diarrhea [Internet]. 2011. [acessado em Dezembro/2020].
  10. De Aguilera-Carrera J. Probióticos [Internet]. Revistagastroenterologiamexico.org. 2011 [acessado em Dezembro/2020].
  11. Olveira, Gabriel & González-Molero, Inmaculada. (2016). Actualización de probióticos, prebióticos y simbióticos en nutrición clínica. Endocrinología y Nutrición. 63. [cited 14 December 2020].
Anterior Constipação: Causas e tratamento Próximo Alimentos ideais para evitar a diarreia
Site oficial
Instituto Trata Brasil - Estatísticas sobre saneamento e saúde [Internet]. Estatística. 2020 [acessado em Janeiro/2021].
Ir para a fonte
Artigo científico
Diarrea – Síntomas y causas – Mayo Clinic [Internet]. Mayoclinic.org. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Diarrea | NIDDK [Internet]. National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Diarrea | MedlinePlus en español [Internet]. Medlineplus.gov. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Diarrea – IFFGD [Internet]. Iffgd.org. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Qué debes comer cuando tienes diarrea [Internet]. Medicalnewstoday.com. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Morales González S., Navazo Bermejo L. Diarrea por antibióticos. Rev. esp. enferm. dig. [Internet]. 2006 [acessado em Dezembro/2020]; 98(7): 550-550.
Ir para a fonte
Artigo científico
Gastroenteritis vírica (gripe estomacal) – Síntomas y causas – Mayo Clinic [Internet]. Mayoclinic.org. 2020 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Guandalini S. Probiotics for Prevention and Treatment of Diarrhea [Internet]. 2011. [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
De Aguilera-Carrera J. Probióticos [Internet]. Revistagastroenterologiamexico.org. 2011 [acessado em Dezembro/2020].
Ir para a fonte
Artigo científico
Olveira, Gabriel & González-Molero, Inmaculada. (2016). Actualización de probióticos, prebióticos y simbióticos en nutrición clínica. Endocrinología y Nutrición. 63. [cited 14 December 2020].
Ir para a fonte