Deficiência de ferro: Causas, sintomas e prevenção

Imagem mostra um homem com expressão de fraqueza em frente a um muro com desenho de braços fortes.

O ferro é um dos minerais mais importantes para a vida humana. Seu papel na produção de hemoglobina e prevenção da anemia é conhecido por quase todos, mas ele ainda tem várias outras funções fundamentais em nossos organismos. No artigo de hoje, vamos falar tudo o que é preciso saber sobre deficiência de ferro!

A deficiência de ferro é bastante comum em crianças e gestantes, mas pode também atingir adolescentes, adultos e idosos, principalmente quando a alimentação não é de qualidade. Fique atento nas próximas linhas do artigo para aprender causas, sintomas e prevenção da possível falta desse mineral no organismo.

Pontos-chave

  • O ferro é um elemento fundamental para toda a vida no planeta Terra. Por isso, está presente tanto em animais, como em vegetais. Nós também precisamos dele para variadas funções do organismo.
  • A deficiência de ferro atinge muitas pessoas, principalmente em regiões mais carentes. Ela leva a vários problemas, principalmente à anemia ferropriva e às dificuldades de crescimento.
  • Melhorar a alimentação ajuda a resolver a deficiência de ferro, mas às vezes é preciso também fazer suplementação. Procure por suplementos lipossomais de qualidade, como é o caso dos produzidos pela Sundt.

Saiba tudo sobre a deficiência de ferro

Para entender mais sobre a deficiência do ferro, é preciso conhecer a substância e saber o que ela proporciona à nossa saúde.

Nós vamos responder a partir de agora todas as principais dúvidas sobre o mineral e sua deficiência!

O que é ferro e qual o seu papel em nosso organismo?

Extremamente abundante no nosso planeta, o ferro é um mineral que também está presente nos animais e vegetais. Dentro de nós, é responsável por processos fundamentais para a manutenção da boa saúde.

Apesar de ter a mesma composição química, o ferro em formato de mineral que ingerimos não está no mesmo formato do ferro metal, usado em tantos objetos e tão útil para o desenvolvimento da humanidade.

A principal função do ferro no corpo humano é a fabricação de hemoglobina, substância que dá a cor vermelha ao sangue e que compõe os glóbulos vermelhos. Ela é responsável pelo transporte do oxigênio para todas as regiões do organismo.

Além disso, também existem funções claras do ferro no processo de crescimento físico e intelectual das crianças e adolescentes, na fabricação de colágeno e na manutenção em alta do sistema imunológico.

Você sabia que o ferro é o quarto elemento químico presente em maior quantidade no nosso planeta? Ele fica atrás apenas do oxigênio, do silício e do alumínio.

Como podemos ingerir ferro?

Devido à sua abundância no planeta, o ferro está presente em muitos animais e vegetais. Assim, a lista de alimentos que o oferece em quantidade satisfatória é grande. Uma alimentação saudável e balanceada deve garantir que nós não tenhamos deficiência do mineral.

Além disso, existem outras técnicas que ajudam a aumentar o teor de ferro nos alimentos. O cozimento em panelas de ferro é uma delas, já que existe uma pequena transferência natural entre utensílio e comida.

Caso a sua alimentação não seja suficiente para adquirir as quantidades necessárias de ferro, a melhor alternativa é a suplementação do mineral. Os suplementos estão cada vez mais modernos e existem alguns de qualidade inegável, principalmente o da Sundt.

Imagem mostra uma pessoa segurando vários tipos de feijões.
Os feijões são conhecida fonte de ferro. (Fonte: Pexels / Pixabay.com)

Quais são os alimentos ricos em ferro?

Quer conhecer os principais alimentos ricos em ferro? Então preparamos uma lista que pode te ajudar:

  • Mariscos: Esses frutos do mar tradicionalmente consumidos no litoral são os alimentos que mais oferecem riqueza em ferro quando em questões proporcionais: A cada 100 g, estão presentes nada menos que 22 mg do mineral.
  • Fígado de animais: Nós armazenamos ferro no fígado e os animais fazem o mesmo. Por isso, os fígados de frango, vaca, peru e ganso estão entre os alimentos nos quais o mineral está presente em maior abundância.
  • Sementes de abóbora: Para quem não come nada que não é de origem animal, o alimento recordista em ferro é a semente de abóbora. Você pode encontrar 14,9 mg a cada 100 gramas consumidos.
  • Feijão: Acessibilidade é importante, e por mais que o feijão não ofereça tanto ferro em comparação com outros alimentos, é o que mais está presente em nossa mesa a ser rico no mineral. Feijão branco tem 2,5 mg de ferro a cada 100 gramas, feijão preto 1,5 e feijão verde 1,4.

Quais são os níveis esperados de ferro no organismo?

Quando existe desconfiança de deficiência de ferro em uma pessoa, o exame mais importante a ser solicitado pelo médico é o de ferritina.

Ferritina é a substância no organismo ligada ao armazenamento do ferro, ou seja, mede o quanto temos do mineral guardado no corpo (principalmente no fígado). A sua dosagem é feita através de um hemograma simples.

Caso a ferritina esteja muito baixa, a deficiência de ferro será constatada e tratada. Quando alta, porém, ela ainda não indica excesso do mineral, com mais exames precisando ser feitos.

Na tabela a seguir, você encontra os valores de referência de ferritina em nanograma por mililitro de sangue:

IdadeValores de referência de ferritina (ng/ml)
Recém-nascidosDe 25 a 200
1 mêsDe 200 a 600
2 a 5 mesesDe 50 a 200
6 a 15 mesesDe 7 a 140
Homens adultosDe 24 a 336
Mulheres adultasDe 11 a 307

Quais as possíveis causas da deficiência de ferro no organismo?

A principal causa da deficiência de ferro em seres humanos é a alimentação inadequada. É por isso que regiões carentes são as mais afetadas e que as crianças, devido aos grandes valores que precisam do mineral, costumam sofrer mais com anemia e problemas similares.

Porém, existem alguns outros problemas que podem levar à deficiência de ferro. Os mais frequentes são ligados à diminuição da capacidade de absorção do mineral pelas paredes do intestino, o que pode ser causado por verminoses, parasitoses, diarréias frequentes ou cirurgias no sistema gástrico.

Também é possível que a falta de ferro seja causada por perda constante de sangue, o que pode acontecer por diversos motivos, ou por problemas genéticos que são relativamente raros.

Caso você faça exames clínicos e a deficiência de ferro seja constatada, o médico irá investigar o porquê do mineral estar em falta no seu organismo.

Quais os sintomas da falta de ferro no organismo?

O problema principal causado pela falta de ferro é a chamada anemia ferropriva. Entre seus principais sintomas, estão a fadiga crônica, a falta de energia para tarefas simples, a palidez, o rápido cansaço a qualquer esforço, as tonturas, dores de cabeça e a perda de apetite.

É possível ainda que a deficiência de ferro não chegue a causar anemia. Nesse caso, existem alguns sintomas que também podem se destacar. Entre eles, mais uma vez aparecem a fadiga crônica e o rápido cansaço a qualquer esforço, mas também há destaque para a confusão mental.

De toda forma, se você sofre com fadiga, cansaço, falta de energia, perda de apetite e tontura, deve procurar rapidamente um médico para avaliar os seus níveis de ferro. E, claro, fique de olho também no comportamento das crianças!

Em quais grupos de pessoas é mais comum a deficiência de ferro?

A deficiência de ferro, infelizmente, é bastante comum. Vamos listar a seguir algumas pessoas nas quais ela aparece com frequência:

  • Pessoas e regiões carentes: Em locais com poucos recursos, pessoas não conseguem ter a alimentação adequada. É muito comum que a deficiência de ferro seja encontrada na maioria dos moradores dessas regiões.
  • Crianças: As crianças precisam de ainda mais ferro do que os adultos e várias vezes não se alimentam de maneira adequada. Por não gostarem dos alimentos ricos em ferro ou não terem acesso a eles, desenvolvem problemas em maior proporção que os adultos.
  • Quem sofre constante perda de sangue: Mulheres com fluxo menstrual muito intenso, pessoas com hemorragias frequentes ou com neoplasias costumam perder muito sangue e, consequentemente, bastante ferro. Elas podem ter problemas com anemia por causa disso.
  • Pessoas com problemas intestinais: Doenças intestinais, diarreias constantes e cirurgias no sistema gástrico reduzem a capacidade do corpo de absorver ferro mesmo que a alimentação seja correta. É preciso ficar de olho no possível aparecimento de uma anemia.

Como podemos prevenir a deficiência de ferro?

A melhor forma de evitar que uma deficiência de ferro surja é se alimentando bem. Ao consultar a lista de alimentos mais ricos no mineral, você pode pensar em uma forma de fazer com que eles se tornem parte constante de sua dieta.

Vale ficar ainda mais de olho na sua alimentação caso você sofra com perda constante de sangue ou com problemas intestinais.

A suplementação de ferro deve ser feita apenas por quem tem deficiência do mineral, uma vez que ele também pode ser prejudicial se em excesso no organismo.

Como prevenção, alimentação de qualidade e exames em caso de sintomas estranhos são as melhores opções.

Como podemos normalizar os níveis de ferro no organismo?

Se você for diagnosticado com deficiência de ferro no organismo, precisará regular melhor a alimentação para ingerir mais pratos ricos no mineral.

Além disso, será preciso observar se a causa é apenas a alimentação pobre em ferro ou se existe algum outro problema que esteja causando perda ou pouca absorção. Alguns exames extras podem ser pedidos pelo médico.

Também pode ser importante fazer uma suplementação de ferro após a deficiência ser constatada. E isso deve ser feito com suplementos confiáveis e de qualidade!

Conheça os melhores suplementos de ferro

Para que você possa fazer a reposição de ferro de maneira adequada, é preciso tomar suplementos de qualidade e que se preocupam com a sua saúde.

É por isso que falaremos sobre os melhores suplementos de ferro na conclusão do nosso artigo!

Imagem mostra duas chaleiras de ferro no forno.
O uso de panelas de ferro também ajuda a extrair melhor o mineral. (Fonte: Pexels / Pixabay.com)

Quais as vantagens de tomar suplementos de ferro lipossomais?

São vários os suplementos de ferro disponíveis no mercado. Alguns são destinados a crianças, outros a adultos. Alguns são em cápsulas, outros mastigáveis e existem exemplares até em líquido.

Porém, nenhum deles oferece a mesma capacidade de absorção que os suplementos lipossomais.

Suplementos lipossomais de ferro possuem uma tecnologia que faz com que eles passem diretamente pelo estômago e cheguem intactos ao intestino. Lá, misturam-se com as células, permitindo uma absorção que chega a ser três vezes maior.

Além disso, existem menos efeitos colaterais, já que não há possibilidade de irritação nem do estômago, nem do intestino.

Quando o suplemento lipossomal é de alta qualidade, como é o caso do produzido pela Sundt, você tem acesso à tecnologia mais moderna existente na suplementação e consegue resultados rápidos na normalização dos níveis de ferro em seu organismo.

Confira a tabela que preparamos com as vantagens e desvantagens dos suplementos lipossomais:

VantagensDesvantagens
Usam a tecnologia mais moderna disponívelPodem ser mais caros ou mais raros no mercado
Permitem absorção muito maior
Não causam irritações ao estômago ou intestino
Geram resultados mais rápidos
Permitem controlar exatamente a dosagem recebida pelo organismo

Conclusão

Quando sofremos com a deficiência de ferro, temos vários problemas indesejados. Crianças e adultos com alimentação inadequada são as pessoas mais acometidas pela falta desse importante mineral e, muitas vezes, precisam de suplementação.

A suplementação com ferro lipossomal permite resultados rápidos e a resolução do problema de deficiência de ferro (se não houverem outras causas que impeçam a absorção). Nós recomendamos o suplemento da Sundt, extremamente moderno e eficiente.

(Fonte da imagem destacada: EliasSch / Pixabay.com)