Quais são os efeitos colaterais do cloreto de magnésio?

Mão com cápsulas de suplementos.

O consumo do cloreto de magnésio é, em geral, muito bem tolerado. Afinal, esse suplemento é conhecido pelos seus inúmeros benefícios para a saúde. No entanto, em alguns casos, os efeitos colaterais do cloreto de magnésio podem ocorrer.

Isso vai depender da forma e da quantidade de magnésio que você consumir. Mas também pode ter a ver com o tipo de suplemento escolhido.

Nesse artigo nós vamos explicar como evitar os efeitos colaterais e porque você deve optar pelo suplemento lipossomal, uma novidade que acaba de aterrissar no Brasil.

Pontos-chave

  • O cloreto de magnésio é um suplemento cheio de benefícios para o funcionamento do organismo, mas se usado de forma incorreta pode causar efeitos colaterais.
  • Os efeitos colaterais do cloreto de magnésio podem ser evitados ou minimizados com o acompanhamento médico e a escolha do suplemento certo.
  • O melhor suplemento de cloreto de magnésio é o lipossomal da Sundt, que aumenta ainda mais a biodisponibilidade deste mineral e acelera sua absorção no nosso corpo.

Efeitos colaterais do cloreto de magnésio: Tudo o que você precisa saber

Formado pela combinação do magnésio com o cloro, o suplemento de cloreto de magnésio garante inúmeros benefícios para o nosso corpo.

Ainda assim, suplementar sem necessidade ou em excesso pode gerar efeitos colaterais como diarreia, náusea e dor abdominal.

Por outro lado, se administrado com o acompanhamento de um médico e um suplemento lipossomal, como o da Sundt, que acelera a absorção do nutriente no intestino, esses e outros efeitos indesejados podem ser evitados.

Mulher sentada e encolhida na cama.
Problemas estomacais são os efeitos colaterais mais comuns do cloreto de magnésio. (Fonte: Andrea Piacquadio/ Pexels.com)

Mas, ainda que possa ter efeitos colaterais, não se deve desconsiderar esse suplemento. Isso porque o cloreto de magnésio é uma das formas mais eficientes de consumir o magnésio, um mineral essencial para a nossa saúde.

O magnésio atua diretamente em mais de 300 reações bioquímicas fundamentais do nosso corpo. Além disso, ele é necessário para a produção de energia, a contração muscular do coração e o desenvolvimento estrutural do osso.

Para você entender os prós e os contras do suplemento de cloreto de magnésio confira a tabela abaixo que mostra os benefícios e os possíveis efeitos colaterais:

BenefíciosEfeitos colaterais
Regula a contração dos músculos, inclusive do coraçãoDiarreia, dores estomacais e desidratação
Participa do transporte de potássio e cálcioHipotensão, letargia e confusão mental
É antioxidante e ajuda a conter os radicais livresArritmia e perda da função renal
Diminui o risco de hipertensão, doenças cardiovasculares e diabetesHipermagnesemia
Melhora a recuperação muscular pós treinoDificuldade respiratória e parada cardíaca
Reduz dores e cãibrasFraqueza muscular

Como ilustrado na tabela, os efeitos colaterais do cloreto de magnésio podem variar entre os mais simples e os muito graves. Mas não é preciso entrar em pânico.

Os efeitos colaterais mais graves costumam ser raros e podem ser evitados. Por isso, assim como ocorre com todos os tipos de suplementos, é essencial que você passe por uma avaliação médica.

Somente um especialista irá determinar com precisão a quantidade de cloreto de magnésio ideal e que não causará efeitos adversos.

Quais são as fontes de cloreto de magnésio?

De fato, o magnésio é abundante nos alimentos, em especial nos vegetais. Veja uma lista com os alimentos mais ricos nesse mineral:

  • Semente de abóbora;
  • Linhaça;
  • Gergelim;
  • Castanha de Caju;
  • Amendoim;
  • Coentro;
  • Couve;
  • Espinafre;
  • Chocolate amargo.

Porém, ainda que se consuma muitos alimentos ricos em magnésio, nem sempre a sua absorção é satisfatória.

Isso se deve, primeiramente, ao fato de que apenas entre 30% e 50% do mineral é, de fato, absorvido pelo nosso organismo. Além disso, algumas condições de saúde e doenças intestinais podem dificultar ainda mais essa absorção.

Para contornar essas dificuldades, a melhor forma de consumir o magnésio em sua totalidade é por meio do suplemento de cloreto de magnésio.

Colheiras com condimentos e semente e o símbolo do magnésio escrito no centro.
Os alimentos podem ser consumidos à vontade, mas nao garantem a dose necessária de magnésio. (Fonte: Przemys?aw Ceglarek/ 123rf.com)

Nesse caso, o cloro entra na fórmula justamente para fazer com que o mineral entre mais rapidamente e de forma mais ampla na corrente sanguínea.

Outra vantagem dos suplementos é que, hoje em dia, existem opções, como os da Sundt, que otimizam ainda mais a biodisponibilidade do mineral, acelerando a sua entrada na corrente sanguínea.

O lado negativo é que, por se tratar de um suplemento alimentar, sempre existirá a possibilidade de ocorrerem efeitos colaterais.

Consumir alimentos ricos em magnésio causa efeitos colaterais?

Dificilmente consumir alimentos naturais causará excesso de magnésio em seu organismo. Afinal, como vimos, a absorção desse mineral pelo corpo costuma ser reduzida, mesmo que o alimento seja rico em magnésio.

Também por isso, se você apenas consumir alimentos ricos em magnésio, existe o risco de não atingir a dose diária recomendada de ingestão desse mineral.

O que causa os efeitos colaterais do cloreto de magnésio?

São muitas as razões pelas quais um suplemento pode causar efeitos colaterais. Algumas são, inclusive, imprevisíveis. Mas, de modo geral, os efeitos colaterais mais graves do cloreto de magnésio costumam ser causados pelo consumo excessivo do suplemento.

Por isso, é tão importante ter um acompanhamento médico para identificar a dose correta e a duração do tratamento.

Apenas um médico poderá levar em conta sua condição de saúde e outros suplementos ou medicamentos que você utiliza e que, por ventura, possam ter interações negativas com o cloreto de magnésio.

De todo modo, listamos abaixo as principais causas dos efeitos colaterais do cloreto de magnésio:

Causa dos efeitos colateraisDescrição
Ingestão excessiva de magnésioAtravés de suplementos ou remédios
Doenças gastrointestinaisGastrite e colite podem aumentar a absorção de magnésio pelo corpo
Problemas nas glândulas adrenaisComo os que ocorrem na doença de Addison

Quais são os sintomas do consumo excessivo do cloreto de magnésio?

Como vimos, o suplemento de cloreto de magnésio pode causar efeitos colaterais mais comuns como, por exemplo, diarreia e dores estomacais.

Já o excesso de magnésio só costuma apresentar sinais e sintomas quando os níveis no sangue se tornam muito altos, ou seja, superiores a 4,5 mg/dl.

De modo geral, o alto nível de magnésio presente no sangue é uma condição rara. Isso porque o rim, de maneira geral, consegue eliminar o excesso desse mineral.

No entanto, caso exista algum tipo de doença no rim, como a insuficiência renal, que impede o órgão de eliminar corretamente o excesso de magnésio, pode ocorrer a hipermagnesemia.

A hipermagnesemia é uma doença que pode causar desde sintomas brandos até os mais grandes. Confira os principais:

  • Ausência de reflexos tendinosos;
  • Fraqueza muscular;
  • Respiração muito lenta;
  • Coma;
  • Parada respiratória e cardíaca.

Quando existe suspeita do excesso de magnésio é importante consultar o médico.

Como evitar os efeitos colaterais do cloreto de magnésio?

Existem várias recomendações que você pode adotar para prevenir o aparecimento dos temidos efeitos colaterais na hora de iniciar a suplementação do cloreto de magnésio. Confira as principais:

  • Tenha o acompanhamento de um médico;
  • Respeite a dose recomendada;
  • Evite suplementar em jejum;
  • Prefira o suplemento lipossomal.

Nos próximos tópicos desse artigo, nós vamos explicar em detalhes cada uma dessas recomendações.

Para quem o cloreto de magnésio é contra- indicado?

Embora o cloreto de magnésio seja essencial para a saúde e que seus efeitos colaterais possam, na maioria das vezes, ser evitados, em alguns casos esse suplemento é contra-indicado.

O cloreto de magnésio não deve ser usado por pessoas com problemas nos rins ou que estejam com diarreia, já que o suplemento tem efeito laxante.

A seguir, você descobre quem mais deve evitar esse tipo de suplemento:

  • Pessoas com doenças renais;
  • Quem tem colite ulcerosa;
  • Pessoas que estão tomando antibióticos, porque o cloreto de magnésio pode diminuir a eficiência de alguns deles.

Qual é a quantidade segura de cloreto de magnésio que posso consumir?

Para evitar os efeitos colaterais do magnésio é preciso se ater à um nível seguro de consumo do suplemento. A quantidade recomendada de cloreto de magnésio varia entre 300 e 350 mg por dia.

Essa variação ocorre porque cada pessoa tem uma necessidade nutricional diferente. Além disso, a dose pode variar dependendo do sexo, da idade e da condição de saúde de cada pessoa.

Qual o melhor horário para tomar cloreto de magnésio?

O horário que você irá ingerir o suplemento de cloreto de magnésio não deverá interferir nem nos benefícios nem na ocorrência ou não dos efeitos colaterais.

No entanto, os especialistas recomendam que, para evitar problemas digestivos e diarreias, que são os efeitos colaterais mais recorrentes, o ideal é que você evite consumir o suplemento em jejum.

Além disso, é importante também que, ao suplementar o cloreto de magnésio, você aumente a ingestão de água.

Como suplementar cloreto de magnésio e evitar os efeitos colaterais?

Já vimos que o primeiro passo para evitar ou minimizar os efeitos colaterais do suplemento de cloreto de magnésio é, de fato, se consultar com um médico.

Mas saber como escolher o melhor suplemento alimentar, entre tantos à venda, também pode ajudar a diminuir a ocorrência dos efeitos colaterais indesejados. Isso porque, cada fabricante utiliza métodos de produção diferentes.

E o fato é que a técnica utilizada interfere diretamente na forma com que a cápsula do suplemento se dissolve no seu intestino e como o princípio ativo do magnésio é absorvido pelo corpo.

Pessoa segurando xícara e cartela com comprimidos.
O suplemento lipossomal previne efeitos de intolerância gástrica porque é absorvido mais rapidamente. (Fonte: Polina Tankilevitch/ Pexels.com)

Hoje a técnica de produção de suplemento de cloreto de magnésio mais eficaz, que garante rapidez e maior taxa de absorção do mineral pelo nosso corpo, é a que envolve o suplemento em camadas de lipossomas.

Um exemplo é o suplemento da Sundt, de origem europeia e que acabou de chegar no país. Na prática, o suplemento lipossomal de cloreto de magnésio da Sundt traz os seguintes benefícios:

  • Aumenta a quantidade de magnésio absorvido pelo corpo;
  • Acelera essa absorção;
  • Diminui efeitos colaterais.

Outra vantagem é que essa combinação de rapidez e eficiência que o suplemento lipossomal da Sundt garante também previne os efeitos colaterais de intolerância gástrica.

Esses efeitos ocorrem com frequência nos outros tipos de suplementos, mas são raros nos produtos com lipossomas.

Conclusão

Se consumido sem necessidade, de forma inadequada ou em excesso, o cloreto de magnésio pode causar efeitos colaterais e até mesmo doenças graves. Mas a boa notícia é que é possível contornar esses efeitos negativos e ter acesso aos benefícios desse mineral.

Para evitar os efeitos colaterais do cloreto de magnésio é preciso ter o acompanhamento e avaliação médica durante o tratamento.

E é fundamental que você escolha o melhor suplemento, de preferência o lipossomal, já que ele garante uma maior biodisponibilidade do mineral no organismo e previne problemas gástricos.

(Fonte da imagem destacada: Castorly Stock/ Pexels.com)

References (2)

1. Hipermagnesemia (níveis altos de magnésio no sangue) - Manual MSD
Source

2. Mitos e verdades sobre a suplementação de magnésio - Hospital Sírio Libanês
Source

Manual
Hipermagnesemia (níveis altos de magnésio no sangue) - Manual MSD
Go to source
Artigo
Mitos e verdades sobre a suplementação de magnésio - Hospital Sírio Libanês
Go to source